Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 

Curiosdiade da nossa História

 

O ensino primário em Birigui

 

No inicio de nossa cidade, a maioria das escolas funcionavam em casas de barro cobertas com  sapé ou em barracões de tábua, sem instalações sanitárias, muitas vezes sem luz suficiente e em piso de chão batido. Carteiras só existiam as duplas e, ainda assim, só nos centros mais populosos. Na roça, os "móveis" das salas de aula, eram tabuas compridas sobre caixões de querosene. Os caixões de querosene em pé serviam de mesa, quando deitados serviam de assento para os alunos. A mesa do professor era qualquer móvel que encontrasse ou aquele que próprio fabricava, pondo quarto pés num caixote de cebolas. As lousas ficavam sobre cavaletes.
Do primeiro ao fim do segundo ano escolar, os alunos escreviam nas pedras (ardósia), com lápis também de pedra, apagando os exercicíos com pequeno pedaço de pano humido. No inicio do terceiro ano e ultimo começavam a escrever a lapís em seus cadernos e, no fim do curso a tinta.

    

 Escrevendo em lousa de ardósia e lápis

 

                                                             

                                                                                      Lousa de pedra e tinteiro                

 

 

 

 

Fonte :RAMOS, Dorival Soares; MARTINS, Orentino. A cidade-pérola em capítulos (História de Birigui - 1911-1961). Araçatuba: NOROGRAF, 1961. P. 145, 146.
Fotos: http://mathiassimon1829.blogspot.com/2011/04/professor-rural-jose-simon-e-sua-obra-7.html

Página Anterior

100 Anos Birigui - Todos os Direitos Reservados